Dicas

Gatilhos mentais: entenda como usar


Postada em 22/10/2020 às 12:10
Por Júlia Biude


Chamar a atenção do seu cliente é muito importante, mas o que todo perfil profissional almeja é ficar na mente do consumidor. Para isso, é interessante utilizar gatilhos mentais.
Engraçado como fazemos isso o tempo todo no nosso dia-a-dia. Quando seu amigo chega e fala: preciso te contar uma coisa. Automaticamente, seu coração fica ansioso para saber aquela informação. Isso chama gatilho de antecipação.


Esse tipo de gatilho é legal para ser usado para lançamento de novos produtos. Por exemplo, sua pizzaria vai lançar um novo sabor. Avise que terá uma novidade. Marque uma data para revelar qual é essa novidade. Relembre os consumidores pelo feed e pelo stories. Seja consistente.


Se você já falar de primeira qual é a novidade terá um impacto muito menor do que se você mostrar aos poucos esse novo produto. Mostre como esse lançamento será legal para o seu público. Deixe as pessoas pensando o que seria essa coisa tão especial.


Não exagere com esse gatilho. O ideal é que esse mistério dure apenas alguns dias. No máximo uma semana. Se manter o mistério por muito tempo, as pessoas podem perder o interesse.
Um outro gatilho muito eficaz é o do porque. As pessoas tendem a se convencer mais facilmente quando entendem o porquê daquela ação. É uma ação interessante, pois explica o real motivo por trás de uma venda, dando um sentido àquilo que está sendo pedido.


Isso é usado na nossa vida desde a infância. Quando a mãe fala: Filho, não coma os biscoitos agora. O filho responde imediatamente: por que? A mãe explica: porque você não vai almoçar se comer os biscoitos agora. Você pode comer depois.


As pessoas são programadas para aceitar uma explicação, o que torna esse gatilho mental muito poderoso. Um exemplo prático: você está promovendo um vinho em seu restaurante. Você fala o quanto o vinho é bom e como combina com a massa que está sendo servida. E você está oferecendo esse vinho porque, além de ser saboroso, é produzido em uma adega nacional que se preocupa com leis do meio ambiente e não usa agrotóxicos.


O que achou dessas dicas? Conta pra mim.


. gtag('config', 'AW-980488719')